quarta-feira, 6 de junho de 2012

Plano busca reduzir mortalidade infantil e materna entre os indígenas

O governo federal elaborou um plano de ação para reduzir a mortalidade infantil e materna e fortalecer as ações de atenção básica à saúde indígena em todo o país, informa o Boletim Em Questão, da Presidência da República.
No último sábado (2), foi iniciada a primeira ação com atendimento em áreas de difícil acesso nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) Alto Rio Purus e Alto Rio Juruá, no Acre.
A expectativa é atender 3,5 mil índios, nesta ação específica no Acre. Em julho e agosto a ação irá distritos indígenas de outros estados. O público são crianças de até seis anos e mulheres de 10 a 49 anos.

Profissionais contratados pela Secretaria de Saúde Indígena para os DSEI realizarão consultas, procedimentos odontológicos, avaliação nutricional, exames de pré-natal e visitas domiciliares. Também buscam casos de tuberculose e malária, controle do crescimento, testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C e atualização do cartão vacinal.
Serão assegurados também transportes aéreo, fluvial e terrestre para o deslocamento das equipes e remoção de pacientes, aquisição de medicamentos e equipamentos médico-hospitalares, além do incremento de profissionais para atuarem na assistência (médicos e enfermeiros) e no saneamento básico nas aldeias (engenheiros, geólogos, arquitetos e técnicos de saneamento).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário